19 maio 2009

A paz dos homens e a paz do Senhor!!


"Não se turbe o vosso coração; credes em Deus, crede também em mim. Na casa de meu pai há muitas moradas; se não fosse assim, eu vo-lo teria dito. Vou preparar-vos lugar. E quando eu for, e vos preparar lugar, virei outra vez, e vos levarei para mim mesmo, para que onde eu estiver estejais vós também. Deixo-vos a paz, a minha paz vos dou; não vo-la dou como o mundo a dá. Não se turbe o vosso coração, nem se atemorize." (Jo. 14: 1-3, 27).

Introdução


O capítulo 14 do evangelho de João encontra-se entre as palavras mais confortantes em toda a escritura, neste texto, Jesus fala sobre a paz, um lugar e uma promessa, encontramos já no início deste capítulo uma insistência confortante para que não estejamos atribulados, e sim, em paz. Este tema é muito propício para os dias atuais, já que fala-se tanto em paz. Neste breve estudo, quero abordar a paz dos homens e a paz do Senhor Jesus, será quem uma tem haver com a outra? Analise e faça sua conclusão.

A paz dos homens - esta é a paz que tem haver com conforto, bens, controle, domínio, equilíbrio, poder e sucesso. Tudo isso é utilizado como base para a garantia da afetividade, reconhecimento entre a alta sociedade e status, dando assim tranquilidade e boas sensações de felicidade. Todas estas coisas são responsáveis para criarem circunstâncias favoráveis, mais o resultado é sempre uma paz emocional, onde não existe nada profundo nem duradouro, e sim, o superficial e passageiro. Jesus sabia que esta era a única paz que o mundo tinha a dar, porque tudo isso lhe foi oferecido, e ele rejeitou tanto o poder como a glória passageira; "E o diabo, mostrou-lhe num momento de tempo todos os reinos do mundo, e disse: darte-ei a ti, todo esse poder, e a sua glória, porque a mim foi entregue, e dou-o a quem quero." (Luc. 4: 5,6). Tudo isso é o que o mundo oferece para dar a paz aos homenss.

A paz do Senhor -
Shallon, a paz seja contigo, é o cumprimento dos Judeus, os amigos se cumprimentavam e se despediam com esta saudação. A palavra de paz que Jesus estava desejando ao partir, era diferente da que era comum no mundo, o que ele chama de minha paz era algo mais profundo e duradouro, capaz de expulsar a ansiedade e o medo. A paz de Cristo não decorre de bênçãos nem prosperidade, decorre de Cristo apenas, e não de circunstâncias favoráveis, com sucesso ou não, a paz é real, independente de medo, catástrofe, opressão e qualquer outra coisa. Temos paz em Deus independentemente de qualquer circunstância, nos alegraremos nele, vejamos pois o que disse o profeta Abacuque em sua oração; "Porque ainda que a figueira não floresça, nem haja fruto na vide; ainda que decepcione o produto da oliveira e os campos não produzam mantimentos; ainda que as ovelhas da malhada sejam arrebatadas, e nos currais não haja gado; todavia eu me alegrarei no Senhor; e exultarei no Deus da minha salvação." (Hab. 3: 17,18).n>

Conclusão


Amados, nossa paz baseia-se em nossa fé em Deus e em Jesus Cristo nosso Senhor e Salvador. Sabemos que ele é digno de confiança e que nos dá uma base de paz sobre a qual devemos construir nossa vida. Que a paz seja com todos. AMÉM!!!
Reações:
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...