01 abril 2011

Proprietária da “Locadora de Mulher” vira evangélica


Carla Simone que esteve no convento por oito anos, quase se tornando freira, se sentiu rejeitada e excluída da sociedade, após ter seu nome sido destaque na mídia. Diante disso, ela confirmou que ao chegar a determinado local foi tratada com desprezo, pois, as pessoas viraram o rosto repudiando sua presença. Se sentindo menosprezada, Carla procurou a igreja evangélica sendo acolhida, e decidiu se converter na Igreja Assembléia de Deus em Cajazeiras. “Não esperava essa polêmica toda e me desgostei, porque cheguei a certo ambiente e as pessoas viraram o rosto pra mim. Eu me senti desprezada, mal julgada e procurei o pessoal evangélico que me abraçaram, e a partir de hoje eu sou evangélica. Posso mexer com outro tipo de comércio mais de bebida jamais”, afirmou Carla.

Carla Simone disse ainda que nunca pensou que causaria essa polêmica toda, pois, o Bar que estava abrindo tinha o nome de Brega e Chick, mas, que inocentemente destacou a “Locadora de Mulher”.

O centro maior das atenções nos últimos dias, a empresária que pretendia abrir a “Locadora de Mulher” em Cajazeiras, disse que vai buscar outro negócio e procurar viver em paz. “Faço um curso técnico, não estava conseguindo tirar mais tempo pra mim, e cheguei à conclusão que não estava preparada pra isso”, concluiu Carla Simone.


Fonte: Folha do Sertão
Reações:
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...