23 dezembro 2009

A biblia avisou


O Natal de Cristo não deveria ser surpresa para ninguém. Mas foi para muitos. Não, porém, para Deus. Deus sabia das coisas, do começo ao fim. E, querendo que seu povo também o soubesse, Deus inclui sinais e promessas na Bíblia que apontavam para o Natal de Jesus. Lá longe, na história do Antigo Testamento (Ísaias 7.14), Deus mostra um sinal que aponta para Bélem com o aviso:

Eis que a virgem conceberá, e dará à luz um filho, e lhe chamará Emanuel.


Cerca de oito séculos mais tarde, Deus pensou nos sinais e conferiu sua agenda (Gálatas 4.4) e concluiu: chegou o tempo certo - a plenitude dos tempos - de enviar o Filho Jesus.
Agora, aqui em Belém, Deus lembrou suas promessas e sinais dos tempos de Ísaias, e concluiu que está na hora de cumprir o prometido. E o evangelista Mateus (1.18-25), que conhecia os sinais, as provas e as promessas de Deus no Antigo Testamento, afirma "tudo isso aconteceu, para que se cumprisse o que fora dito pelo Senhor por intermédio do profeta", e então cita diretamente e transcreve o texto do sinal de Ísaias 7.4:

Eis que a virgem conceberá e dará à luz um filho, e ele será chamado pelo nome de Emanuel (que quer dizer: Deus conosco).

Aí estava em Belém o grande milagre da humanação do próprio Deus em Cristo Jesus e a realização do divino projeto da redenção do mundo, como o descreve Lucas (2.10,11):

Não tenham medo! Estou aqui a fim de trazer uma boa notícia para vocês, e ela será motivo de grande alegria também para todo o povo ! Hoje mesmo, na cidade de Davi, nasceu o Salvador de vocês - o Messias, o Senhor!

O Natal de Cristo não deveria ser surpresa para ninguém. E não foi para Deus. Todo o programa da redenção em Cristo foi pensado, idealizado, determinado, cronometrado, programado, e executado por Deus.
E Deus não o fez às escondidas. Mas escreveu, revelou e proclamou os sinais, as provas e as promessas sobre o Natal de Jesus, com maior ou menor clareza, em todos os livros da Bíblia. Deus só não revelou a hora certa do cumprimento de seus sinais. Mas descreveu, com muita precisão, o contexto sobre o momento em que o coro deveria cantar o "glória a Deus nas maiores alturas". Deus queria que seu povo ficasse acordado, vigilante e atento à leitura exata de seus sinais.
A Bíblia no Antigo Testamento está salpicada de sinais que apontavam para a vinda de Cristo em Belém. E todos estes sinais se cumpriram em Belém. A Bíblia no Novo Testamento está repleta de sinais que apontam para a "vinda do Senhor nas nuvens". E todos estes sinais estão se cumprindo.
Precisamos aprender a correta leitura dos sinais de Deus. A Bíblia avisou. A Bíblia avisa. A Bíblia avisará.
Esta reflexão sobre a Bíblia e o Natal pode servir como um sinal de Deus que avisa: Nasceu o Salvador Jesus! A Sociedade Bíblica do Brasil é uma agência de Deus que avisa: A Bíblia é um sinal de Deus que contém sinais de Deus que apontam para o Salvador, nosso Senhor Jesus Cristo.
Acaz se negou a pedir um sinal de Deus. Mas Deus deu o sinal ao rei de Judá, apontando para o Emanuel de Belém.
O salmista Davi (86.17), porém, pediu um sinal do favor de Deus.
E Deus, ainda hoje, aponta para o maior sinal de seu favor:
. Natal de Jesus,
. Emanuel,
. Deus Conosco,
. Nosso Salvador!

(Revista A Bíblia no Brasil nº 193)
Reações:
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...