01 outubro 2011

Missões ate o fim

             
     Jesus confirmou a perspectiva missionária universal do antigo testamento. Ele ensinou que, no último dia “Muitos virão do oriente e do ocidente, do norte e do sul e tomarão lugares à mesa no reino de Deus” (Lc 13:29). As bênçãos do reino de Deus de fato estão disponíveis a todos os povos do mundo. A descrição do reino como uma “festa” é muito preciosa, mas, antes de sua realização é necessário enviar convites às nações para que os convidados possam vir à “festa”. Este é o trabalho missionário, os que estão longe se aproximam, os estranhos se tornam filhos e aqueles que antes estavam sem esperança, agora festejam no reino de Deus!
            que, naquele tempo, estáveis sem Cristo, separados da comunidade de Israel e estranhos aos concertos da promessa, não tendo esperança e sem Deus no mundo. Mas, agora, em Cristo Jesus, vós, que antes estáveis longe, já pelo sangue de Cristo chegastes perto.” (Ef 2:12 - 13)
            Nesta missão temos o desafio de seguir o modelo exemplar de Jesus que em tudo cumpriu a vontade do Pai, sabendo exatamente pra que foi enviado. “O Espírito Senhor está sobre mim por que me ungiu para anuncia boas novas aos pobres; enviou-me para proclamar libertação aos presos e restauração da vista aos cegos, para pôr em liberdade os oprimidos e para proclamar o ano aceitável do Senhor. (Lc 4:18 – 19)
            De modo semelhante todos os seus discípulos foram designados por ele. “... Assim como o Pai me enviou, também eu vos envio” (Jo 20:21). “E nomeou doze para que estivessem com ele e os mandasse a pregar e para que tivessem o poder de curar as enfermidades e expulsar demônios” (Mc 3:14 – 15). E assim foram “colhendo” os gentios para o reino de Deus.
            Hoje também ele nos envia a “colher” os tristes, os drogados, os alcoólatras, os pobres, os ricos, os abandonados, os de perto e os de longe, em fim indo aos povos de todos os tipos, todas as classes e todas as raças, trazendo-os para o seu domínio.
            Como seus seguidores devemos nos dispor a responder ao seu chamado, e levar o evangelho aos confins da terra, até a gloriosa volta do nosso grande salvador e Senhor Jesus Cristo. E assim “E este evangelho do reino será pregado pelo mundo inteiro, para testemunho a todas as nações, e então virá o fim.” (Mt 24.14)           
           Portanto a tarefa missionária deve ser cumprida até o fim. Devemos esperar sua volta, não de braços cruzados, evangelizemos o mundo, não preocupados com os sinais da sua vinda, épocas ou tempos, mas com uma responsabilidade gloriosa, a pregação do evangelho a todas as nações. Afinal de contas missões até o fim é responsabilidade de todos.
        No amor de Cristo. Pr. Cícero.
Reações:
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...